O 7º Ofício de Registro de Distribuição da Cidade do Rio de Janeiro foi criado quando da modificação ocorrida, em 1923, na Organização Judiciária do então Distrito Federal, que se tornou conhecida como “Reforma Chrysolito de Gusmão”, em homenagem ao insigne magistrado que dela se incumbiu, tendo sido instalado em 1º de abril de 1924 – sendo sua competência exclusiva a de distribuir, entre os Tabelionatos de Protesto de Títulos desta Capital, de maneira equitativa, os títulos e demais documentos de dívida encaminhados para protesto.

O Código de Organização e Divisão Judiciárias do Estado do Rio de Janeiro, define a atribuição do 7º Distribuidor:

Livro III- Capítulo III- inciso IV art. 9º

” ao 7º Oficio, a distribuição, alternadamente, pelos respectivos oficios, dos títulos destinados a protesto”

OFICIAL TITULAR – Antonio Carlos Leite Penteado.
1º SUBSTITUTO – Julio Jorge da Silva Ferreira.

O lema que motiva os servidores do 7º Ofício é o de que somos um serviço público, exercido em caráter privado, que dá garantia e autenticidade aos negócios realizados no meio social, e que nos esforçamos para prestar o melhor, o mais rápido, o mais preciso serviço, da maneira mais cordial, tão perfeito quanto é humanamente possível.

Muitos passos foram dados para tornar factível tal lema:

– Capacitar a força de trabalho através de cursos oferecidos pela Fundação Getúlio Vargas, voltados para a formação de um novo conceito de atendimento tendo como objetivo as necessidade de nossos clientes internos e externos;

– A contratação de profissionais da área de gestão de excelência, visando adequar nossas atribuições e serviços a um modelo de gestão moderno, transformando pensamentos arcaicos e quebrando paradigmas que emperravam a máquina produtiva;

-A parceria com organizações certificadoras de normas técnicas.

Dentre outras, estas foram algumas das medidas adotadas, a fim de iniciarmos nossa caminhada rumo a gestão de excelência. Atualmente, caminhamos sem a ajuda ou parceria dos profissionais da área de gestão mas, temos em nosso quadro funcional, pessoas aptas a implementar e conduzir as premissas da qualidade junto a força de trabalho.

A seguir, algumas publicações, documentos e comentários dos primeiros passos para a excelência até o manual do sistema de gestão integrado, revisão 03 de Maio de 2009.

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO